Como renegociar e pagar dívidas?

21 de julho | 2021

Algumas medidas recentes podem facilitar a vida de quem está perdendo o sono por causa de dívidas. A Nova Lei do Superendividamento foi lançada recentemente com novas regras de negociação e recuperação de crédito, para ajudar consumidoras e consumidores a quitarem dívidas. Campanha “Limpa Nome”, da Serasa, permite negociações de débitos com descontos de até 99%.

Por Me Poupe!

 

Atenção, Padawan das finanças, que o papo de hoje não é novo, mas é sério e é feito uma bola de neve: se não tomar cuidado, aumenta! Então, responda com sinceridade: você tem dívidas? A quantas andam as faturas de cartão de crédito e os boletos de água, luz, telefone, aluguel e condomínio? E o cheque especial, você usa? Tem algum empréstimo ou financiamento com o pagamento atrasado? Se você está com alguma dessas contas em aberto ou se você é do tipo que diz: “Devo, não nego! Pago quando puder”, senta aqui e deixa eu te contar uma novidade, aquela luz no fim do túnel, que pode fazer você abandonar a condição de endividamento agora mesmo!

 

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri com uma colher de pau na mão, a Margarete, apontando pra câmera dizendo “te peguei!”

 

Acabou de entrar em vigor uma lei que vai ajudar as pessoas com dívidas a resolverem, de uma vez por todas, as pendências com as contas em aberto – e com os juros “comendo”. Chamada Lei do Superendividamento, a medida atualiza o Código de Defesa do Consumidor com novas regras de negociação e recuperação de crédito, para ajudar consumidoras e consumidores a pagarem suas dívidas. Outra iniciativa é a campanha “Limpa Nome”, da Serasa, que incentiva brasileiras e brasileiros endividados a renegociarem e quitarem suas dívidas por até R$ 100.

 

Você não está sozinho

Pra mostrar que quem está com o nome sujo na praça não está sozinho – além de motivar a aproveitar a oportunidade – alguns dados mostram o tamanho do problema no país. De acordo com o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), mais de 60 milhões de brasileiras e brasileiros têm dívidas a pagar, e metade dessas pessoas está superendividada – ou seja: não consegue pagar a totalidade de suas dívidas de consumo sem comprometer seu mínimo existencial. Já a pesquisa mensal da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) mostra que o número de famílias endividadas no Brasil chegou a 69,7% em junho (maior percentual desde 2010). E aí, se identificou? Caso você ou alguém que você conheça tenha se identificado, vou listar aqui as novidades que essas medidas trazem e que podem ser feitas pra resolver essa pendenga!

 

 

Lei do Superendividamento

 

Negociações com condições mais justas para quem contrata crédito

Quem fica totalmente impossibilitado de pagar empréstimos (por conta de desemprego, doença ou outros motivos que impacte no orçamento), tem melhores condições de negociação. Muitas vezes, ao tentar pagar as parcelas atrasadas, algumas pessoas acabam adquirindo novas dívidas. Outra novidade de segurança é que agora ficam proibidas aquelas propagandas de empréstimos do tipo “sem consulta ao SPC”. UFA!

 

 

Recuperação judicial

Consumidoras e consumidores têm direito a uma espécie de recuperação judicial para renegociarem as dívidas com todos os credores ao mesmo tempo. Dessa forma, dá pra fazer acordos mais justos, e a pessoa superendividada pode pedir ao poder judiciário que seja instaurado um processo para revisão dos contratos e criar um plano de pagamento com prazo máximo de cinco anos.

 

Garantia de renda mínima para sobreviver

A ideia é respeitar a renda mínima que uma pessoa precisa pra pagar suas despesas básicas. Ou seja, esse valor não pode ser usado pra quitar as dívidas, justamente para impedir que ela adquira novas dívidas para pagar contas como água, luz ou telefone.

 

Nathalia Arcuri levantando as mãos e dizendo "é justo"

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri levantando as mãos e dizendo “é justo”

 

Maior transparência

Os bancos, financiadoras e instituições que vendem a prazo ficam proibidos de ocultar os reais riscos da contratação de um empréstimo. Agora eles são obrigados a informar os custos totais do crédito contratado: dados como juros, tarifas, taxas e encargos sobre atraso devem ser informados previamente. Então, caso você vá contratar um empréstimo, exija uma cópia do contrato com essas informações pra, no futuro, poder reivindicar seus direitos.

 

Fim do assédio e pressão ao cliente

Passa a ser ilegal qualquer tipo de assédio ou pressão para seduzir clientes, principalmente pessoas idosas, analfabetas ou vulneráveis. Quem se sentir pressionado durante o processo de contratação pode dizer não e deve denunciar o banco (com gerente ou na ouvidoria da própria instituição) ou, caso não seja resolvido, no Banco Central.

 

Suporte ao consumidor

Banco Central e unidades do Procon e da Defensoria Pública de todo o país passarão por treinamentos para regulamentar as novas regras e fazer o acolhimento correto a quem precisar recorrer à nova lei.

 

Educação financeira

A nova Lei do Superendividamento incentiva a educação financeira e oferece medidas para que as pessoas se informem melhor e entendam exatamente os prós e contras na hora de pegar um empréstimo. Ai, sim! Já passava da hora de instrumentos legais de combate ao superendividamento! Desta forma, ao invés de acabar com pesadelos por conta das dívidas, sobrará dinheiro para você investir e dar viva aos seus sonhos.

 

 

Como acionar a Lei do Superendividamento?

A pessoa superendividada deve procurar os tribunais de Justiça de seus Estados, que deverá encaminhá-la ao núcleo de conciliação e mediação de conflitos oriundos de superendividamento. Atualmente os tribunais de Justiça da Bahia, Distrito Federal, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo já oferecem o serviço. Na ocasião, a pessoa deverá informar suas dívidas e condições de sobrevivência, especificando valores e para quem deve.

 

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri tocando na cabeça, com cara de “entendeu?”

 

Campanha “Limpa Nome”, da Serasa

De acordo com a Serasa, o valor médio das dívidas por pessoa endividada é o maior dos últimos 12 meses, chegando a R$ 3.937,38. Com o objetivo de oferecer mais de R$ 12 bilhões em descontos em mais de 14 milhões de dívidas, a Serasa deu início à campanha “Limpa Nome”. As pessoas que tiverem qualquer tipo de dívida podem renegociá-la com descontos que chegam a 99% (até R$ 100) enquanto durar a campanha, durante o mês de julho, com previsão de ser prorrogada. No total, 24 empresas de diversos setores participam da parceria com a Serasa.

 

 

Negociação descomplicada

A negociação é feita pela plataforma do Serasa Limpa Nome e os acordos são fechados em menos de 3 minutos. As consultas podem ser feitas pelo site da campanha, pelo aplicativo da Serasa, pelo WhatsApp (11 99575-2096) e pelo 0800 591 1222 (ligação gratuita). Ou seja: não tem dificuldade! De maneira descomplicada, ao entrar na plataforma, todas as informações financeiras do consumidor já aparecem na tela, incluindo as dívidas que tiver. Para saber as condições oferecidas para pagamento, é só clicar em uma delas e ver as opções para renegociar cada débito.

 

Corra de dívidas!

Então, minha pupila e meu pupilo, não deixe que as dívidas atazanem sua vida por mais tempo. Se você quiser saber mais sobre como fugir delas (e evitar que novas apareçam), aqui eu também trago algumas dicas práticas. O que não dá é pra continuar perdendo dinheiro, não é verdade?

 

#PARATODOSVEREM: Rosto de mulher jovem, branca, cabelos longos e escuros chamada Nathalia Arcuri, com dedo no olho, dizendo “DE OLHO”

 

Quer se inspirar? Conheça a história da Bruna Andriotto!

Aqui nesse vídeo, você pode acompanhar a saga da Bruna Andriotto, que a Nath Arcuri conheceu no Reality Me Poupe!, no canal no YouTube, e que estava afundada em dívidas, coitada. As contas da Bruna somavam quase R$ 70 mil reais e, o pior: ela não sabia que o valor total era esse! Desde que participou do reality, ela vem fazendo renda extra, aos poucos foi pagando parte das dívidas e virou influencer da Me Poupe!, dando dicas de como fazer renda extra. Finalmente, depois de mais de um ano, a Bruna conta pra Nath se quitou as dívidas, o que fez durante esse processo e o que aprendeu com ele.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a deixar seu comentário