As dívidas estão tirando seu sono? Eu te ajudo a aliviar

09 de setembro | 2021

Por Me Poupe! 

 

De acordo com uma pesquisa, divulgada há alguns dias, pela pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o número de endividados no Brasil bateu mais um recorde, em agosto. Os dados mostram que 72,9% das famílias brasileiras possuem alguma dívida, contra 71,4% em julho. Tá passada? Porque eu não.

 

Com os preços aumentando, como já falei recentemente por aqui e, em compensação, o dinheiro perdendo seu valor, não era de se esperar um cenário tão diferente. E vamos combinar: não tá fácil pra ninguém, né?

 

“É, Me Poupe!, não tá fácil e, pra piorar, eu ainda estou dentro dessa porcentagem”. Eu sei, essa condição é mesmo de tirar o sono. Veja bem, Me Poupeira! e Me Poupeiro!, e se eu te disser que existe uma solução e, melhor, uma solução lícita?

 

Meu objetivo é desfuder a nação e, pra isso, preciso começar, te contando como VOCÊ pode fazer pra desfuder sua própria vida financeira.

AH QUE FESTA DO NOME LIMPO!

 

1) Aplique o torniquete nas dívidas: pare com elas AGORA! 

Torniquetes são dispositivos de contenção de hemorragias, aplicados nos membros inferiores e superiores, em época de guerra, geralmente para conter lesões graves. 

 

Que tal aplicá-lo nas suas dívidas e parar, pelo menos por enquanto, de fazer mais do que as que já existem?

Se está endividado, pare imediatamente de fazer novas dívidas.

 

“Mas Me Poupe!, estou numa bola de neve e não sei se consigo parar!” Você precisa de planejamento, minha filha. Nesse vídeo, a Nath ensina, com métodos original N.A, como se organizar melhor, mesmo ganhando pouco. Que tal tentar?

 

2) Defina o percentual máximo que as dívidas podem tomar do seu salário

“Mas como assim?” Isso mesmo, existe um limite máximo que as dívidas devem comprometer da sua renda mensalmente, e esse limite é de cerca de 20%. Se você já ultrapassou esse valor, saiba que está na hora de parar e voltar alguns passos. O que você acha de cortar, pelo menos por um tempo, gastos desnecessários ou menos essenciais? Lembre-se: é passageiro, depois de uma organização melhor, você pode voltar a tê-los, basta ter disciplina pra passar por esse momento.

 

3) Estude para negociar com melhores argumentos

Os bancos sabem tudo sobre o perfil de cada cliente, incluindo o seu: quanto ganha, quanto gasta e quanto pode pagar. Porém, o que você sabe e qual argumento tem usado para negociar suas dívidas com seu gerente ou até mesmo o atendente de telemarketing de determinada instituição financeira?

Sim, existem informações que podem te ajudar (e muito) a reduzir suas dívidas, entre elas:

  • Saiba a diferença entre a taxa básica de juros (Selic) e a taxa de juros que seu banco cobra de você;
  • Consulte regularmente seu score de crédito e estude como fazer para melhorá-lo;
  • Entenda quais são os tipos de crédito disponíveis para você. Podem existir opções, até em outras instituições, que te farão pagar menos. Sim, a portabilidade de dívida entre bancos existe e é um direito de todo cidadão.

Aqui neste post contei tudo, com detalhes, sobre como renegociar dívidas. Vale a pena conferir.

 

4) Tente trocar uma dívida mais cara por uma mais barata

Os piores juros são aqueles que cobram uma taxa maior do que 3% ao mês. Tente procurar uma maneira de trocar um empréstimo que cobra de 5% a 10%, nesse período, por um que tenha juros de 2% a 3% ao mês.

 

5) Considere fazer renda extra

 

Essa pode ser a solução para o seu problema: entenda como pode fazer uma renda extra, ou seja, ganhar um valor, em troca de algum serviço prestado – além do seu trabalho fixo. Existe um leque de trabalhos que podem te pagar (bem) ao serem realizados e um deles pode estar dentro do que você busca. Quanto mais você se aprofundar nas possibilidades de renda extra, mais portas vão se abrir pra ganhar mais dinheiro. E, quanto mais dinheiro ganhar, antes vai pagar suas dívidas.

 

Deixo de presente alguns conteúdos pra você já começar a procurar aquilo que pode ser a luz no fim do túnel da riqueza.

Como usar a renda extra pra se livrar das dívidas


3 DICAS DE RENDA EXTRA SEM SAIR DE CASA


Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a deixar seu comentário