Se você quer abrir o seu próprio negócio ou simplesmente quer descobrir como ter uma renda extra, precisa ficar por dentro das principais tendências de negócios pra 2022. Bora tirar os projetos do papel e jogar pro mundo? VEM!

Por Me Poupe!

O começo de um novo ano dá sempre aquele ânimo gostoso de colocar os sonhos mais ousados em prática, como empreender ou conseguir uma renda extra pra ajudar no orçamento doméstico. Se esse é o seu caso, nós vamos te mostrar os setores mais promissores de 2022 e dar dicas práticas para dar o pontapé!

AH-QUE-FESTA-DO-NEGÓCIO-PRÓPRIO!

Você pode até pensar que por causa da situação econômica do país, com muito desemprego e juros altos, não vale a pena empreender. Mas a verdade é que dá pra encontrar boas oportunidades de negócios mesmo na crise. E pra provar que isso não é coisa da nossa cabeça, a gente traz dados: mais de 2 milhões de empresas foram abertas no Brasil somente no primeiro semestre de 2021.

#PARATODOSVEREM: Nath Arcuri fazendo sinal de hashtag e a frase “isso é incrível”. ”.

#PARATODOSVEREM: Nath Arcuri fazendo sinal de hashtag e a frase “isso é incrível”. 

Sendo assim, tá na hora de começar a estudar o mercado e trabalhar pra tirar os seus planos do papel.

Quais são as principais tendências de negócios?

Antes de mais nada, se liga no alerta Me Poupe!

Quem quer empreender em 2022, seja como fonte de renda principal ou como renda extra, precisa estar com os olhos B-E-M abertos para o mercado digital. Isso porque as vendas online têm crescido a cada ano e precisam ser consideradas em seu planejamento.

Só no primeiro trimestre de 2021, as vendas das lojas virtuais cresceram 31% em relação ao mesmo período do ano passado e movimentaram cerca de R$53 bilhões de reais. Isso significa que quem quer ganhar dinheiro não pode ignorar as vendas online e, mesmo com o fim das restrições de circulação impostas por causa da pandemia, a tendência é que as vendas pela internet continuem crescendo.

“Que maravilha Me Poupe!. Agora, conta mais sobre os setores promissores?”

  1. E-commerce

Que tal aproveitar o disparo das vendas pela internet e fazer renda extra com uma loja virtual?  Além de garantir um lugar “onde o consumidor está”, esse formato tem vantagem atrás de vantagem, socorro. Olha só aqui as que listamos: 

  • Poder atingir pessoas que moram em diferentes cidades e estados;
  • Não ter que alugar um espaço físico pra receber os clientes;
  • Poder vender todos os dias e em qualquer hora;
  • Vender seus próprios produtos;
  • Vender produtos de terceiros – conhecido como dropshipping.

No entanto, quem quer ter sucesso com o e-commerce tradicional e com o Dropshipping precisa investir muito em marketing. E aqui não estamos falando somente em dinheiro, mas também na criação de conteúdo que traga valor para o seu consumidor. 

  1. Saúde

Saúde e o bem-estar se tornaram prioridade com tantos desconfortos trazidos pela pandemia. Isso levou a um aumento de 226% na instalação de aplicativos relacionados a esse tema.

Isso significa que você pode aproveitar esse momento pra investir em negócios na área. Você não precisa necessariamente ser um educador físico ou profissional da saúde pra ganhar dinheiro com o nicho fitness, mas vale lembrar que é preciso estudar um pouco sobre o que você quer oferecer, tá? Prestenção nas dicas:

  • Vender marmitas fit;
  • Vender doces “do bem”;
  • Criar um e-book de receitas saudáveis;
  • Vender roupas de ginásticas e acessórios de academia;
  • Criar um site que link profissionais de saúde com quem busca os serviços.
  1. Sustentabilidade

Investir em negócios sustentáveis e que ajudem a reduzir o impacto humano na natureza é uma boa opção não só pra fazer dinheiro – já que esse é um tema QUEN-TE -, mas também pra cumprir um papel consciente no mundo.

Entre os negócios sustentáveis podemos citar a produção de itens ou serviços que considerem a redução, reutilização, reciclagem ou reaproveitamento. Aposte em:

  • Acessórios personalizados;
  • Móveis com materiais de demolição;
  • Artigos de papelaria;
  • Serviços de consultoria ambiental;
  • Cerâmicas;

Você pode vender esses artigos por meio de uma loja virtual, e-commerce, ou pelas redes sociais, como Instagram, que já oferece a opção de loja dentro do aplicativo.

  1. Marketing

O marketing digital ganhou ainda mais destaque desde o início da pandemia. Esse trabalho consiste em divulgar produtos de outras pessoas em plataformas online, como sites e redes sociais. 

Com o aumento do número de vendas on-line, as empresas precisam investir cada vez mais em conteúdo de qualidade e uma divulgação consistente pra atrair as pessoas interessadas e garantir a venda de seus produtos/serviços.

Então, prestenção! Não é porque você tem afinidade com as redes sociais e tecnologias que você está apto pra desenvolver uma estratégia de marketing para uma empresa! Você PRE-CI-SA estudar e se capacitar em uma das áreas da comunicação pra prestar um serviço eficiente e com embasamento! 

E de quais profissionais estamos falando?

  • Redatores;
  • Gestores de redes sociais;
  • Gestores de tráfego;
  • Copywriters; 
  • Designers.

Portanto, se você já tem conhecimento em alguma das profissões citadas acima e tem as habilidades necessárias pra exercê-la, você pode tentar pegar trabalhos pequenos pra ir ganhando experiência. 

Por onde e como começar a empreender

Quem quer ter o seu próprio negócio ou só quer ter uma renda extra precisa levar alguns fatores em consideração antes de colocar a mão na massa!

Nicho 

É muito importante escolher um nicho pra empreender. O nicho é uma fatia do mercado que representa um grupo que possui interesses e necessidades específicas. Isso porque, dessa forma, você vai conseguir definir quem é o seu público-alvo, ou seja, pra quem você vai vender seus produtos e serviços. 

Por exemplo, existe o mercado de confeitaria e um dos nichos encontrados dentro desse mercado é a produção de bolos e doces sem lactose. 

Se você não tiver um nicho definido, você terá dificuldade pra escolher qual tipo de produto ou serviço vender e não terá uma estratégia de divulgação focada nas pessoas que estão realmente interessadas naquilo que você vende. Isso significa que você terá mais dificuldade pra conseguir um bom número de clientes e pode acabar perdendo tempo e dinheiro. 

Planejamento financeiro

Antes de começar a empreender é necessário fazer um planejamento financeiro, principalmente se você precisar montar um estoque de produtos e/ou alugar um espaço físico.

Contudo, se você escolher um negócio completamente digital, os seus gastos serão bem menores. 

Caso você queira fazer um site, você vai precisar cotar quanto custa pra registrar o domínio. Além disso, se você não tiver noções de programação e design, talvez seja bom contar com um profissional pra te ajudar a estruturar a sua página.

Portanto, antes de começar o seu negócio, verifique quais gastos você terá. No entanto, caso você não possa investir muito dinheiro nesse momento, você pode optar por uma atividade que não demande muito investimento financeiro ou pode se reestruturar.

Regularização

Também é importante que você tenha um CNPJ, pois, além de evitar problemas com a Receita Federal, você vai deixar o seu negócio mais profissional, vai separar as finanças pessoais e ainda vai poder emitir nota fiscal.

Não é difícil abrir uma empresa, principalmente pra quem optar ser Microempreendedor Individual (MEI), nesse caso, a abertura da empresa é gratuita e dá pra fazer tudo pela internet.

E então, Me Poupeira! e Me Poupeiro!

Prontos pra fazerem renda extra em 2022? Pode anotar todas as nossas dicas e começar a pensar qual negócio tem mais a ver com você. E tem dica da Nath pra isso, viu? Só dar o play e até a próxima: