Você deve ter ouvido falar sobre a queda do Bitcoin e, se é do time que se desesperou e decidiu que não quer nem pensar em investir em criptomoedas: queremos falar contigo! Sabemos que é no momento das quedas que surgem as perguntas e temos respostas que vão aquecer o seu coração – e quem sabe, sua carteira de investimentos 😎

Por Me Poupe! e Usecripto

Me Poupeira! e Me Poupeiro!, o Bitcoin caiu e se desvalorizou em mais de 20%, deixando o mercado, a imprensa (e talvez você), de orelhas em pé. Mas essa queda não é motivo para pânico – aliás, é bem o contrário mesmo – e vamos te ajudar a entender o que aconteceu, além de ensinar um pouco mais sobre esse tipo de ativo pra que você possa investir sem medo!


Por isso, separamos algumas das perguntas que você pode estar se fazendo agora e estamos mais do que preparadas pra responder todas (ah, e fica que vai ter criptobolo dica nesse post, viu?). 

#1 “O que causou essa queda?”

Existem diversas especulações rolando por aí. Alguns especialistas acreditam que a polêmica sobre a possibilidade de proibição da mineração de bitcoins na China e a alta inflação nos Estados Unidos tenham sido responsáveis pela derrubada.

Outros adicionam a esse cenário a preocupação com os impactos da variante Ômicron e a incerteza do que acontecerá com a Evergrande.

O que é possível observar é que houve o que se chama de “realização de lucros” – um exemplo prático disso seria dizer que Joaquina comprou uma criptomoeda pelo valor hipotético de R$10 e, quando essa criptomoeda valorizou e passou a custar R$30, Joaquina vendeu seu ativo e ficou com o lucro de R$20. Então, como no exemplo da Joaquina, o que aconteceu foi que diversas pessoas que tinham bitcoins venderam seus ativos, também contribuindo para essa queda acentuada. 

#2 “Então, o que eu preciso fazer é comprar na baixa e vender na alta, é isso?”

CALMA! NÃO NECESSARIAMENTE!
Mas antes de explicar o porquê, queremos ressaltar que parte das pessoas que venderam seus bitcoins podem ter agido por aversão ao risco. Isso significa que elas podem ter se desesperado ao ver a queda e decidiram vender o que tinham antes de perder o dinheiro investido.

É importante falar um pouco mais sobre isso porque esse tipo de comportamento pode mostrar que sua estratégia precisa mudar. Pensa aqui com a gente: se você se desespera com as oscilações do mundo cripto, pode ser que tenha colocado mais dinheiro do que o recomendado pra você. Então, avalie bem o seu perfil de investidor e entenda quais são os limites confortáveis para definir os valores que consegue investir para suportar as oscilações. Ah, e não falamos até agora, mas vale a nota: essas oscilações são normais e vão acontecer mais vezes, tá?

Agora, voltando à sua pergunta sobre comprar na baixa e vender na alta. Essa é uma forma de investir, mas que não recomendamos: tá cheio de gente por aí que se arrependeu de ter vendido seus bitcoins porque percebeu que depois da venda, a criptomoeda passou por um movimento parabólico – esse movimento, nada mais é do que, uma subida expressiva e que aumenta o valor da criptomoeda de forma exponencial.

#3 “Isso significa que eu não deveria comprar criptomoedas?”

Socorro, você pode comprar criptomoedas sim!
Nossos conselhos são: avalie o seu perfil de investidor, determine valores com os quais você se sinta confortável para lidar com as variações e considere os investimentos em criptomoedas para longo prazo

#4 “Agora, me conta uma coisa: a queda é uma oportunidade para a compra?”

SIM! É uma oportunidade para a compra!
Como se trata de um investimento que tem variações, existe sempre a possibilidade de crescimento e, comprar na queda, pode garantir melhores resultados. Tente pensar na queda como uma “promoção” 🧐

#5 “Como faço pra comprar criptomoedas?”

Pra escolher uma corretora, recomendamos que você tome alguns cuidados:
– Busque por corretoras/exchanges seguras! Um bom caminho é procurar por elas no CoinMarketCap e passar por um filtro antes de tomar qualquer decisão.
– Nesse filtro, inclua responder perguntas que possam ajudar a atestar a segurança da corretora, como por exemplo: o que dizem os seus clientes? Como são suas redes sociais? Quem são os fundadores e o que eles faziam antes de abrir a exchange? Existe um escritório físico e funcionários?
– Tome as precauções para proteger seu celular, computador e qualquer dispositivo que utilize para acessar sua conta. Aliás, nesse post aqui tem dicas valiosas pra garantir a segurança do seu investimento, dá uma passada lá pra conferir: Conheça os golpes aplicados no mundo cripto e saiba como evitar.
– Considere a autocustódia – se você quer investir em longo prazo, avalie comprar uma carteira hardware wallet para guardar e administrar suas criptos por conta própria.

Agora, o momento mais esperado: a Cripto-dica valiosa!


Se você ainda tem dúvidas ou quer aprender mais sobre como enriquecer com criptomoedas chegamos com a solução!
Nos dias 18 e 19 dezembro, vai rolar o Cripto Sem Medo, um AULÃO com a Carol e a Kaká pra você entender ainda mais sobre o assunto e não deixar a oportunidade de aumentar o seu patrimônio passar. Ah, e o melhor: é de graça!

Quando? 18 e 19 de dezembro
Onde? No Youtube da Me Poupe!
Quanto? Gra-tui-to!
QUERO! Nós também, então, corre e se inscreve aqui.

PARTIU LUAAAA! 🚀


cripto sem medo - curso gratuito