Dinheiro traz felicidade? Ô se traz! Mas se você não tem uma relação saudável e consciente, ele pode te colocar em situações complicadas! Nesse segundo “Me Poupeiros! respondem” vamos falar exatamente sobre as ciladas financeiras vividas mundo afora! Vem com a gente.

Por Me Poupe!

Pra quem acompanha o canal da Me Poupe! queremos saber: o que você tá achando da nossa nova série, a [email protected] do Dinheiro? Se você tá perdida(o) e não sabe do quê estamos falando, a gente te explica rapidinho. Todas as quintas-feiras, a musa Nath entrevista um influenciador do universo financeiro pra um bate-papo sincerão sobre investimentos, dívidas, roubadas financeiras e a relação com o dinheiro.

E é claro que a gente não ia deixar de te ouvir também, Me Poupeira! e Me Poupeiro!. A nossa segunda rodada de entrevistas será aberta com a seguinte pergunta: em que fria o dinheiro já te colocou?

#1 Empréstimos sem pé nem cabeça

Das confusões entre pessoa física e jurídica…

“Empréstimo pela empresa, mas na hora de desfazer a sociedade foi uma grande confusão… Mas aí o problema foi o dinheiro somado à má gestão, que misturava PJ e PF” – Amanda 

aos corações apaixonados.

“Comprei um computador pro meu (ex)namorado, que virou ex antes de me pagar! Não queria mais ver ele, então nunca mais vi meu dinheirinho…” – Erika 

Sem falar das ciladas familiares né? Essas estão POR TODA parte! (ALERTA!)

“Empréstimo para parente e amortização de empréstimo da casas própria” – Silvana

#2 Dinheiro fantasma

Sabe quando a gente cria uma realidade paralela, mas ela só existe na nossa mente? Então, foi isso que rolou com a Driely e com a Isabel.

“Na verdade eu que me coloquei em várias frias, principalmente contando com um dinheiro que eu nem tinha ainda” – Driely


“Eu estava no ensino médio, nem ganhava dinheiro e comprei uma coleção de enciclopédias de medicina! O que eu ia fazer com isso? Nem sei! Quando cheguei em casa nem sabia o que falar pra minha mãe, afinal ela que ia pagar” – Isabel 

#3 Cartão de crédito e suas ciladas

O pior dos inimigos, o número UM das frias financeiras é ele: o cartão de crédito! Dos juros ao cheque especial… é só problema.


“Uma vez fiz a pior idiotice financeira da vida. Emprestei dinheiro no cartão de crédito. A minha dívida de R$5.400 virou R$18.000, pois não consegui pagar” – Daniella 


“Quando era mais jovem entrei no cheque especial sem me preocupar com os juros… Levei um tempo pra voltar às boas com a grana e nunca mais usei o limite” – Marcus

#4 Histórias malucas 

Sabe aquelas coisas doidas que se a gente contar ninguém acredita? Pois é, elas não só acontecem, como vão ser contadas aqui. Então, dá uma olhada:


“(Entrei na fria) De emprestar um cheque pra minha mãe comprar lingerie para revender. Só que o cheque foi adulterado e o valor original de R$150, virou R$1500 e como eu não tinha saldo o suficiente na conta, o gerente do banco me ligou pra avisar que a minha conta estava negativada. Pensa no transtorno?” – Cristina

“Emprestei uma folha de cheque em branco pra uma ex. Muita inocência a minha… quando vi, devia cerca de 10 mil de um cheque sem fundo. Me ferrei duas vezes: financeiramente e em um relacionamento abusivo” – Camila

Ler esses relatos já faz com que a gente ligue o alerta vermelho e aprenda com os erros – alheios! Você reparou que ter uma relação saudável e consciente com o dinheiro poderia mudar muitos desses cenários? 

Agora que você já conferiu as respostas das Me Poupeiras! e Me Poupeiros!, que tal rever o que o nosso segundo convidado do [email protected] do Dinheiro, Favelado Investidor, disse sobre isso? Só correr aqui 😉


Ah! Aproveite também para conferir as respostas dos Me Poupeiros! à pergunta “De qual situação o dinheiro já te salvou”!

(Alguns depoimentos foram editados por questões de clareza e/ou tamanho).