O que é mineração de bitcoin? Será que vale a pena?

16 de novembro | 2021

Me Poupeira! e Me Poupeiro!, que bitcoin, NFT e criptomoedas em geral costumam pôr muita gente pra correr (DE MEDO) não é nenhuma novidade – e estamos aqui pra evitar que você seja uma dessas pessoas. 

Por Me Poupe! 

Agora, a novidade que tá mexendo com os nossos sovacos de tanta felicidade, é que a Me Poupe! tem duas correspondentes maravilhosas participando do maior evento sobre bitcoin da América Latina, a LaBitConf. E quem são elas? CAROL E KAKÁ, DA USECRIPTO!

Então, já começamos te deixando uma tarefa! Pra ficar por dentro de tudo sobre bitcoin, além de acompanhar nosso post aqui e o canal, aproveite para se cadastrar em nosso site e receber as notícias exclusivas sobre a LaBitConf que as meninas estão preparando pra você. É só clicar aqui!

E pra deixar um gostinho do que vem por aí, partiu fazer um esquenta? Então, bora falar sobre mineração de bitcoins.

AH-QUE-FESTA-EM-EL-SALVADOR (tem que se cadastrar pra entender 🧐)


Antes de começar, você já acompanhou a musa Nath explicando o que é bitcoin e blockchain, certo? Se ainda não viu, vem correndo aqui que rolou o casamento mais babadeiro da história das finanças nesse vídeo.

Em resumo, o bitcoin é um tipo de moeda digital descentralizada – o  que significa que ela não é emitida pelo governo – e que pode ser movimentada pelas próprias pessoas, ou seja, sem a intervenção de bancos nas transações.

E pra que esse dinheiro virtual tenha o seu valor reconhecido, é preciso que ele tenha sido validado por uma rede de computadores, que recebe “blocos” de informações sobre cada transação realizada em bitcoin. Esses blocos reunidos, são o famoso Blockchain (cadeia/corrente de blocos), que funciona como um tipo de livro de razão pública.

E é a partir daqui que falamos sobre mineração, então segue o block bloco…

O que é “mineração de bitcoin”? 


Imagine que a Margarete está toda digitalizada e trabalhada no bitcoin e quer fazer uma transação pra você. Quando pensamos no modelo tradicional, essa transação seria validada pelo banco, mas no universo das criptomoedas, essa validação não é feita por eles, lembra?

“Mas Me Poupe! E quem valida então?”. A resposta é: Nós!

Calma, não somos nós aqui, nem você e nem a Margarete. Nós é o nome que se dá à rede de computadores interligados que recebe cada bloco com as informações da transação para, enfim, validar e adicioná-lo à corrente de blocos, ou blockchain.

A mineração de bitcoins nada mais é do que uma “corrida” entre os computadores (mineradores) pra encontrar um bloco válido.

Quando um minerador encontra um bloco, ele recebe um protocolo chamado “Prova de Trabalho”, que garante que o bloco pertence ao minerador que o encontrou. Em seguida, esse minerador alerta todos os computadores da rede – Nós – pra que, em consenso geral, essa transação seja ou não validada.

Depois disso, é só alegria: o bloco é adicionado à corrente (Blockchain) e o minerador é recompensado com uma fração de bitcoins.

E você pensando que o único bloco que valia a pena seguir era o de Carnaval, né? 

 

Quanto um minerador pode ganhar?


Eu sei que você está se fazendo essa pergunta desde que chegou aqui e temos a resposta: o minerador recebe cerca de 6.25 bitcoins. Mas esse valor diminui a cada quatro anos, ok?

E como se trata de um investimento variável e com muitas oscilações, para saber o valor em reais – se você estiver curiosa ou curioso -, recomendamos que você faça a conversão considerando a cotação do dia em que estiver lendo essa matéria 😉 

 

Dá pra minerar bitcoins em casa?


Olha, temos uma notícia boa e uma ruim: dá pra minerar em casa, mas também não dá pra minerar em casa… Ficou confuso(a)? Calma! A gente explica.

Qualquer pessoa pode minerar bitcoins, mas para isso ela deverá ter:

– Os equipamentos corretos:
Minerar bitcoins requer um esforço grande das máquinas e pra que você tenha resultado positivo, não é possível utilizar computadores comuns. A mineração requer equipamentos específicos e de ALTO CUSTO.

– Programa de Mineração de Bitcoins:
Com o equipamento correto comprado, será preciso instalar na máquina o software de mineração, que monitora as atividades e mostra as estatísticas. 

– Investimento em energia elétrica:
Para minerar, a máquina deverá ficar ligada 24h por dia e isso impacta e MUITO no valor da conta de luz. Pra você ter uma ideia, no Brasil temos uma tarifa tão alta que pode tornar a mineração pouco rentável.


Pra entender se vale a pena ou não se aventurar na mineração, fique atenta e atento a todos os custos que você terá com os equipamentos, energia e qualquer outra necessidade estrutural que você possa vir a ter. Pode ser que minerar não seja pra você…

Ah! E não se esqueça que você ainda pode investir em bitcoins, mesmo não minerando, viu? Existem corretoras específicas para compra de criptomoedas e também opções de ETF disponíveis pra investimento. Saiba mais aqui e, confira como comprar bitcoins nesse vídeo aqui:

 

 

Você também pode se interessar por:
LaBitConf: cadastre-se para receber o resumo de tudo o que está rolando no maior evento sobre Bitcoin da América Latina
ETF de criptomoedas: entenda o que é
Supere o medo da renda variável!
Diversificação: o melhor tempero da renda variável 

 

labitconf_2021




 

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a deixar seu comentário