Educação financeira é lição de casa

12 de outubro | 2021

Olá Me Poupeiras!, Me Poupeiros! e Patati Patatá! Vamos continuar a nossa conversa sobre educação financeira pra crianças?

Peraí, se você não entendeu do que estamos falando e nem o quê o Patati Patatá está fazendo aqui então, VOLTE DUAS CASAS!

Clica no link aqui embaixo pra ver a primeira postagem do Dia das Crianças, que está recheada de perguntas do Patati Patatá sobre a importância de ensinar finanças para os pequeninos. Depois, volta aqui correndo porque tem lição de casa pra fazer com os pequenos!

-Invasão Patati Patatá: finanças para crianças – Clique aqui!

Bora?

Por Me Poupe! e Patati Patatá!


Agora que já entendemos a importância de falar sobre finanças com a criançada, e também já sabemos alguns dos valores pra além do dinheiro que a educação financeira permite que a criança desenvolva, vamos voltar à pergunta que o Patati Patatá deixaram no final daquele post:  


PATATI PATATÁ: “Muito bem, Me Poupe!. E que dicas práticas vocês podem dar pra ensinar as crianças em casa?”


Opa! Aqui adoramos dar dicas! Então, se prepara pra anotar, tirar print da tela, porque vem aí 5 ideias pra você, Me Poupeira! e Me Poupeiro! começar a aplicar hoje mesmo. 


– Dica 1: dê uma semanada ou mesada

Pra falar de dinheiro com as crianças, precisamos de… DINHEIRO! Por isso, que tal dar uma mesada ou semanada?

Receber o valor determinado (e sempre igual, viu?) na frequência certa ajuda a criança a, não apenas ter contato com o dinheiro, mas também compreender como fazer planos pra garantir que seus trocadinhos vão durar ou render.

Mas olha só, deixa o jogo todo combinado. Por exemplo, a criança vai ganhar o presente de Natal e aniversário, mas o resto é por conta dela? A mesada contempla também o lanche da escola? Então, explica direitinho pro pequeno ficar esperto e entender o que ele vai querer fazer com suas economias 😉

“Entendi! Mas explica só mais uma coisa? É que o Patatá não entendeu a diferença entre semanada e mesada. E agora?”.
Calma, Patati! A gente explica.

A diferença é só a frequência que você escolhe para dar o dinheiro: ou uma vez por semana, ou uma vez por mês.

E o que nós recomendamos?
Para crianças de até 7 anos, recomendamos a semanada. Isso porque, até essa idade, a criança não tem tão bem definida a noção de tempo e pode se perder em entender o tempo que tem pra fazer o dinheirinho dela durar – aliás, além de planejamento, a semanada/mesada também ajuda a criança a fazer exercícios como poupar, economizar e investir.

Ah, e o valor é o que cabe no seu orçamento, tá? Não se esqueça que você também precisa manter o seu planejamento, entender seus custos e investir para as suas metas. Estamos de olho!


– Dica 2: mantenha o canal aberto e faça planos com a criança 

Entenda se é possível envolver a criança no planejamento financeiro da família, ou ainda, crie projetos para produzir em conjunto. Por exemplo, peça que a criança programe com você o orçamento para o cardápio da semana e deixe que ela ajude nas compras do mercado, controlando as despesas.

Ah, importante: recomendamos essa dica para crianças que tenham em torno de 10 anos, tá? 


– Dica 3: não perca a viagem, aproveite os momentos de consumo pra ensinar

Calma, não estamos falando pra você soltar a criança no supermercado pra fazer compras (você já conhece a gente, né Me Poupeira! e Me Poupeiro!).

O que queremos dizer é que, momentos em que os pais estão fazendo algum tipo de compra e a criança está acompanhando, são oportunidades pra encaixar mais aprendizados.

Você pode, por exemplo, ensinar que o dinheiro é limitado mostrando que nem sempre podemos comprar todas as coisas que queremos na mesma hora (mas se queremos de verdade, podemos nos planejar pra comprar no futuro). Isso facilita que a criança compreenda a priorização das coisas e a finitude do dinheiro (aliás, falamos disso no primeiro post, lembra?).

Na prática, se ela quer muito um brinquedo, que tal abrir o jogo e traçar um planejamento pra fazerem esse investimento juntos? Vocês vão poupar por quanto tempo pra acumular o valor total? Além de educativo, isso pode ser super divertido.


– Dica 4: cofrinhos diferentes para metas diferentes!


Você, Me Poupeira!, Me Poupeiro! e vocês também, Patati Patatá, já aprenderam aqui no canal Me Poupe! a técnica 70/30, né? Vamos relembrar de uma forma bem simples: com essa técnica exclusiva da Nath, você consegue dividir o seu orçamento mensal em custos recorrentes (necessidades) e em investimentos para as suas metas (de todos os tamanhos).

Com as crianças, você também pode incentivar esse olhar para o dinheiro, dividindo valores entre os custos e as metas. Uma ideia bem legal é ter cofrinhos diferentes para separar o dinheiro em algumas categorias.

Aqui vão as nossas sugestões: dinheiro recorrente (aquele que a criança vai querer usar, por exemplo, pra comprar o lanche na escola), metas, metinhas, metonas e doação. 


– Dica 5: ensine brincando


Essa é a parte preferida do Patati Patatá que bem sabemos!

A brincadeira faz parte do universo da criança e ajuda a moldar e ensiná-la a ver o mundo. Então, por que não se divertir também com as finanças?

Nós temos uma sugestão! Escolha duas ou três músicas do Patati Patatá pra quando a criança estiver tomando banho e crie um desafio. Se ela fechar o chuveiro antes da música terminar, ganha uma moedinha extra na semanada ou mesada (mas depois deixa ela terminar de ouvir as músicas, né?).

Viu? Com essas dicas já dá pra começar a ensinar os Me Poupeirinhos! ainda hoje e garantir que eles tenham um futuro DE OURO!

Com esse post, nos despedimos dessa dupla dinâmica, a dupla mais alegre, mais divertida e mais engraçada da nação, eles: Patati e Patatá! Ah, mas não deixe de assistir o vídeo com as perguntas que eles fizeram para as crianças, tá uma fofura. Só dar o play:

E aproveite pra passar nos canais do Patati Patatá pra curtir o dia das crianças com sua pequena ou seu pequeno =)

Até a próxima!

Você também pode se interessar por:

– Invasão Patati Patatá: finanças para crianças
– 5 lições sobre dinheiro para ensinar aos filhos
– 8 dicas para economizar tempo e dinheiro com a comida das crianças


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a deixar seu comentário