Entenda por que ela funciona como um remédio amargo: é ruim, mas é bom!

Por Me Poupe!

De tempos em tempos (45 dias, pra ser mais exata) todos os setores da economia ficam na expectativa da atualização da taxa básica de juros – a taxa Selic – anunciada pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central, o Copom. Mas por que o país inteiro fica com os olhos grudados, dando F5 na tela do site do BACEN pra saber se ela aumentou, diminuiu ou permanece a mesma? A resposta básica é que a taxa Selic tem o poder de controlar a inflação, que vem aumentando de forma persistente e fazendo com que o preço de tudo fique tão alto. Mas a Selic também mexe em outras coisas desse tabuleiro chamado economia brasileira. Então PRESTA ATENÇÃO!  

 

#PARATODOSVEREM: Nathalia Arcuri está sentada em um sofá com manta de listras brancas e pretas. Ao fundo, elementos adesivos brancos e pretos que remetem ao universo financeiro. Com as mãos levantadas, Nath diz “PRESTA ATENÇÃO”

 

É justamente pra conter essa pressão inflacionária que o Copom decidiu hoje elevar a taxa Selic pra 5,25% ao ano, o 4º aumento consecutivo da taxa básica de juros. E como bem explicou – e adiantou essa previsão pra gente na última atualização do Boletim Focus – o nosso expert em renda variável e analista CNPI, Eduardo Mira, contou que a expectativa do mercado pro IPCA (inflação oficial) pro final deste ano chegou a 6,79% (há um mês essa previsão foi de 6%). Ou seja, a economia está “caindo na real” e a inflação deve continuar alta (em junho foi de 0,53% e o acumulado dos últimos 12 meses está em 8,35%).

 

Remédio amargo

Então, como uma espécie de remédio amargo – é ruim, mas é bom! – a taxa Selic subiu pra conter os ânimos da política monetária. Mas ó, todo remédio tem bula e é bom ficar por dentro de tudo pra entender direitinho os efeitos colaterais!

 

#PARATODOSVEREM: Nath Arcuri com camiseta preta, em um estúdio, olhando para o público com cara de surpresa

 

É RUIM…

 

Selic alta X novas dívidas

Pra quem precisa recorrer ao crédito – seja um empréstimo, um financiamento, cheque especial ou o cartão de crédito –, essa é uma notícia ruim, pois com a taxa Selic mais alta, os juros aumentam. E juros mais altos significam que você pagará mais caro pra quitar essas dívidas (esses créditos)! Então, se for possível, evite novos créditos, pois eles são novas dívidas, lembra? Eu expliquei sobre isso nesse post.

 

Dívidas com juros mais altos

 

Selic alta X dívida pública

A dívida pública aumenta, na medida em que o aumento da taxa de juros faz com que os custos das dívidas já existentes fiquem maiores. Como o Governo tem muitas dívidas pós-fixadas, e elas vão ficar mais caras, então os juros sobre as dívidas aumentam.

 

Selic X retomada do crescimento econômico

Há controvérsia com relação a esse ponto, pois quando a Selic aumenta, o aumento dela faz com que os investimentos produtivos – que são os realizados na economia de maneira geral, como em máquinas, equipamentos, ferramentas, expansão de capacidade produtiva etc.) fiquem comprometidos –, pois as pessoas entendem que esses investimentos produtivos não são tão atrativos, já que a renda fixa se torna mais atrativa.

Taxa de juros mais alta significa custos mais altos pra financiar investimentos produtivos, então provavelmente haverá redução. Numa economia como a nossa, investimentos menores na economia criam menor potencial de aumento de produtividade no futuro. Então, quando falamos da Selic considerando investimento real da economia, o aumento da taxa de juros é um ponto negativo.

 

… MAS É BOM!

 

Porém, também há um ponto positivo: quando a Selic está mais alta, a inflação está controlada e entra dinheiro do exterior, o país começa a atrair mais atenção do mundo. Se a economia entra nos eixos, as pessoas demandam mais, as empresas contratam mais etc., e isso melhora a economia como um todo. Então, a Selic mais alta pode levar, sim, ao processo de retomada do crescimento econômico, devido à essa estabilidade.

 

 

Selic alta X seu bolso

Com o aumento da taxa de juros, a tendência é que a inflação caia e, com isso, os preços (dos alimentos, combustível, luz elétrica, serviços etc.) não subam, se mantenham como estão ou até comecem a diminuir.

 

Selic alta X investimentos do exterior

Quando a taxa de juros sobe no Brasil, dado uma perspectiva de manutenção da taxa de juros mais baixa lá fora do país, mais investimentos externos são atraídos pra cá. Em comparação com o resto do mundo, a nossa taxa está mais alta e fica mais vantajoso investir aqui. Com a entrada de capital no país, a taxa de câmbio se torna mais baixa, o que é positivo pro Brasil. E mais dinheiro no país contribui para o crescimento econômico.

 

 

Selic X investimentos financeiros

Renda fixa

Entre os investimentos que devem se valorizar com a alta da Selic, em renda fixa, estão todos os investimentos pós-fixados. Quando alguém recebe uma notícia muito boa e desejada, mas não quer parecer eufórico demais com algo que talvez não seja tão bom pras outras pessoas, normalmente ela faz aquela “cara de paisagem”, né?

Pois provavelmente é essa cara que quem faz investimentos em renda fixa ou no Tesouro Selic faz quando aumenta a taxa básica de juros. E por quê? Porque são investimentos que se baseiam na Selic e, à medida em que ela aumenta, a rentabilidade deles também aumenta. E como normalmente a Selic está alta porque a inflação está alta, investimentos indexados à inflação, como o Tesouro IPCA, também são interessantes.

 

Renda variável

Quando se fala em renda variável, o recomendado é adquirir conhecimento e estar sempre informado, pra poder fazer as escolhas, pois elas variam de acordo com as metas de cada um. Pra ajudar a pensar sobre renda variável considerando esse momento, há um episódio especial novinho do Poupecast sobre as oportunidades na Bolsa com a Selic mais alta. Nesse Poupecast exclusivo, o professor Eduardo Mira recebe outro colega analista CNPI, Daniel Nigri, pra uma análise dos melhores setores e empresas listadas na Bolsa de Valores pra se olhar com a alta da Selic! Imperdível!

Eu pedi pra Nath Arcuri falar sobre esse assunto quentíssimo aqui nesse vídeo, que acabou de sair do forno! Clica nele, que nossa musa das finanças explica direitinho como o aumento da taxa Selic impacta nos seus investimentos e as oportunidades que surgem com essa nova alta.

 

http://https://www.youtube.com/watch?v=rcYcL6U7fKg